Título de Especialista

O valor da TiSBU e a prova para obtenção do Título de Especialista em Urologia


Perante a banalização do conhecimento e formação médica e da política de desvalorização da medicina que estamos assistindo em nosso país, pergunta-se por que obter o título de especialista em urologia pela SBU e ser um membro TiSBU?

Historicamente, a excelência e a competência são valorizadas pela sociedade e, principalmente, pelos nossos pacientes. Ser um urologista com a chancela da sociedade de sua especialidade e seus pares deve ser sempre valorizada. É um título a ser honrado e celebrado.

A prova é formulada e aplicada pela Comissão de Seleção e Título de Especialista (CSTE) que é composta por urologistas titulares da SBU e que representam as diversas áreas de atuação da nossa especialidade e as diferentes regiões do nosso país.
Há duas formas de obtenção do título de especialista em urologia da SBU atualmente: o TiSBU e o pró-Tisbu.

pró-TiSBU

É uma avaliação sequencial e consecutiva durante os 3 anos de residência em urologia com escalonamento de dificuldade de acordo com o ano de residência. Assim, o residente faz três provas, com nível de dificuldade apropriado para o seu nível de formação. Desta forma, há temas para o primeiro ano (R1), segundo ano (R2) e terceiro ano (R3), devidamente divulgados em edital específico do concurso. Em cada uma dessas provas, o candidato deve obter um mínimo de pontuação específica para cada ano de residência conforme edital.

Para os residentes de primeiro e segundo ano que não atingiram o mínimo de pontuação é permitido prestar a prova do ano seguinte na situação condicional, mas nesse caso, ele deverá compensar a pontuação, obtendo uma nota superior a 60 e proporcional aos pontos que faltaram na prova anterior. Caso não obtenha pontuação suficiente no final do concurso, deverá tentar obter o seu título de especialista no concurso para médicos que já terminaram a residência, que ocorre em data separada, o TiSBU.

Essa avaliação é realizada com intuito de aferir o conhecimento adquirido ao longo do programa de residência em urologia e identificar possíveis déficits de ensino nos programas de residência. Será utilizado também como mais um critério no ranking dos serviços de residência a ser implementando pela CET.

TiSBU

O concurso TiSBU é o mais antigo e tradicional. Essa prova é realizada, tradicionalmente, no Congresso Brasileiro de Urologia ou na Jornada Carioca de Urologia ou Congresso Paulista de Urologia, que ocorrem em anos alternados.

Para prestar essa prova, o candidato tem que ter completado a residência médica em Urologia em serviço com programa de residência aprovado pela SBU e/ou pelo MEC. Alternativamente, médicos que fizeram estágio de Urologia e tenham experiência comprovada de pelo menos seis anos na área podem também prestar o concurso.

A SBU tem desenvolvido nos últimos anos uma verdadeira reforma nesse processo. A qualidade e rigor da prova de título de especialista tem sido aprimorada com prova eletrônica, o retorno da prova oral e da prova prática para aferição do conhecimento adquirido pelos residentes e por aqueles que pleiteiem ter o título de especialista da SBU. A prova prática em especial tem recebido uma atenção especial da CSTE para implantação de modelos de dry-lab, simuladores e situações que mimetizem a prática urológica diária.

No que tange à formação dos residentes, o Pró-TisBU têm provido informações essenciais para a SBU e Comissão de Ensino e Treinamento para avaliação das carências e virtudes dos programas de residência por serviço, região geográfica e área de atuação, Ainda as notas do pró-TiSBU são utilizadas para obtenção de vagas em cursos como o do AUA para residentes e do IRCAD, oferecidos por convêncio pela SBU.

Ainda, a SBU e a CSTE não recomendam e não chancelam curso preparatório algum para as provas do TiSBU e pró-TiSBU. As provas são realizadas baseadas unicamente na literatura recomendada e refletindo o dia-a-dia do urologista brasileiro, não havendo intuito algum em reserva de mercado e sim de qualificação e excelência do urologista brasileiro. No nosso entender, do ponto de vista didático e pedagógico os cursos pré-prova podem desgastar o candidato e muitas vezes inclusive confundi-lo.

O título de especialista é a melhor forma de valorização profissional. A SBU trabalha ativamente para que o TiSBU seja cada vez mais respeitado pelos pacientes e órgãos contratantes e pagadores de serviços em Urologia.


 

Gilberto L Almeida
Titular da Sociedade Brasileira de Urologia – TiSBU
Mestre e Doutor em Cirurgia
Professor Urologia – Universidade do Vale do Itajaí
Coordenador da Comissão de Seleção e Título de Especialista

Todos os direitos reservados © 2018 - Sociedade Brasileira de Urologia
Desenvolvido por Unimagem Produções Audiovisuais Ltda