Hidratação nos meses de verão

A ingestão de líquidos em abundância já é fato bem estabelecido para prevenção da formação de cálculo renal, porém essa orientação é ainda mais importante nos meses quentes de verão. Alguns estudos apontam um aumento de até 30% nos atendimentos para cálculo na via urinária nesta época do ano.

Com a elevação da temperatura, principalmente em locais de maior umidade, há maior perda de líquidos pelo suor. A urina, caso não haja reposição de líquidos, torna-se muito concentrada em minerais como o cálcio, o que aumenta o risco de esses minerais se concentrarem em forma de cálculos.


”Há uma orientação e crença de que se deve ingerir aproximadamente 2 litros de água por dia; entretanto o mais importante é a quantidade de líquido que é eliminada em forma de urina! ”


Há uma orientação e crença de que se deve ingerir aproximadamente 2 litros de água por dia; entretanto, o mais importante é a quantidade de líquido que é eliminada em forma de urina!

Esse fato é ainda mais importante no verão, quando o risco de desidratação é maior. Uma dica simples ajuda muito os pacientes com cálculo: a coloração da urina. O paciente deve sempre eliminar urina bem clara, o que representa que a hidratação está suficiente.

Outra dúvida frequente é qual o melhor líquido a ser ingerido. Todos são saudáveis, porém alguns são mais apropriados para pacientes portadores ou com risco de formação de cálculo urinário.

A ingestão acentuada de chá, por exemplo, é benéfica quanto à hidratação, mas pode ser perigosa em pacientes com litíase de oxalato, visto que essa bebida é muito rica nesta substância.

A ingestão de sucos de laranja e limão é uma boa fonte de citrato, que impede a agregação dos cristais; entretanto esses sucos trazem consigo o risco da ingesta aumentada de açúcares.

O mais importante é ter orientação médica suficiente e provavelmente o melhor líquido a ser ingerido é aquele melhor aceito para o gosto pessoal do paciente.

Dr. Ernesto Reggio – Joinville, SC

Comments are closed.